30/08/2018

Rio Ônibus apresenta novos veículos que passam a fazer parte da frota do Rio

O Rio Ônibus apresentou, em parceria com a Prefeitura do Rio, os primeiros 150 novos ônibus da frota da cidade, que a partir de segunda-feira, dia 3 de setembro, estarão circulando nas Zonas Norte e Oeste. Os veículos ganharam novas cores e estão equipados com ar-condicionado, wi-fi e carregador de celular. A apresentação dos coletivos – que ocorreu antes mesmo do prazo incialmente estipulado, para novembro – faz parte do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) assinado entre a Prefeitura e o Rio Ônibus (Sindicato das Empresas de Ônibus do Rio de Janeiro). O acordo prevê a renovação e a climatização total da frota até 2020. A padronização com cores diferentes para cada empresa atende solicitação dos usuários, para facilitar a identificação das linhas.

– São 150 ônibus que começam a rodar. Com wi-fi de graça, carregador de celular e câmera para que o motorista consiga ver os passageiros descendo atrás, evitando, assim, acidentes. Eles têm também GPS, com os quais a Prefeitura poderá municiar, com dados, um aplicativo onde as pessoas vão saber que horas descer para o ponto de ônibus e quanto tempo vão levar para ir, por exemplo, de Copacabana até Triagem, ou sair de Bangu e chegar ao Largo São Francisco. É um grande avanço que estamos tendo, e não podemos esquecer que a tarifa no Rio de Janeiro é a mais barata entre as capitais do Brasil – destacou Crivella.

As mudanças na frota de ônibus do Rio foram anunciadas pelo prefeito no começo de agosto. Dois meses antes, em junho, ele tinha assinado com o Rio Ônibus o TAC, documento com compromissos assumidos pelas duas partes para a melhoria do sistema. O Termo de Ajuste de Conduta estabelece uma série de medidas, que envolvem diferentes secretarias e órgãos municipais, no sentido de proporcionar uma nova realidade para o transporte por ônibus na cidade.

– Há um novo formato para a relação entre a Prefeitura do Rio e os empresários do setor. Trabalhamos com transparência, ficamos quase um ano negociando as melhorias que estamos apresentando hoje. A relação se dá de outra forma. Por isso, conseguimos avançar, trazer melhorias para população, que merecia essa renovação da frota, e mesmo assim mantivemos a tarifa do ônibus na cidade como a mais barata entre as capitais brasileiras – explicou Crivella.