/ NOTÍCIAS

Nova faixa compartilhada: UCT promove treinamento para boa convivência com ciclistas

Com mais de 700 mil ciclistas no Rio de Janeiro*, a cidade já se adapta para receber em suas ruas bicicletas, carros e ônibus juntos. Para que essa nova dinâmica siga em ordem, todos devem respeitar as leis de trânsito e, principalmente, ter um bom relacionamento com aqueles que dividem o espaço no trânsito. Com foco na inauguração da nova ciclovia de Laranjeiras e Cosme Velho, a Universidade Corporativa do Transporte (UCT) reuniu instrutores de diversas empresas municipais e estaduais para mais uma rodada do treinamento Motorista Amigo do Ciclista. A faixa compartilhada será aberta oficialmente em setembro.

Os rodoviários assistiram a uma palestra e receberam material com informações de comportamento no trânsito, tipos de ciclovia e vídeos com situações rotineiras entre motoristas de ônibus e ciclistas. “Esse curso tem como objetivo desenvolver atitudes e comportamentos para que haja uma relação sadia no trânsito, com respeito e toda uma formação de cidadania, estabelecida pelo Código de Trânsito. As empresas de ônibus que trabalham na região de Laranjeiras e Cosme Velho estão participando, para que entendam a dinâmica dessas faixas”, afirmou Miriam Elias Kalil, instrutora do Curso de Mobilidade Segura por Bicicleta.

Foto: Rio Ônibus

Rodoviário da empresa São Silvestre, que tem forte atuação nos bairros da nova faixa para ciclistas, Marcio Castro acredita que disseminar o conhecimento do curso na empresa será uma boa oportunidade, já que os motoristas lidam com ciclistas (sem vias específicas). “É legal poder levar essas informações para os motoristas, para que eles tenham uma convivência tranquila com os ciclistas, guardar uma distância segura, preservar a vida e o transporte da cidade”, disse.

Acostumado a dirigir por uma das maiores vias da cidade, a Avenida Brasil, Edvaldo Rodrigues, da Viação Jurema, também comemorou o treinamento. “É um aprendizado que quero passar logo para os nossos motoristas. Eles sabem que o ciclista é mais frágil, que a bicicleta é mais leve. Mas alguns não atentam para as distâncias lateral e frontal. Numa via com a velocidade maior, isso pode provocar uma acidente. Os motoristas precisam ter visão e responsabilidade de cidadão e profissional”, afirmou o instrutor.

Mais de 100 profissionais já passaram pelo treinamento e já começaram a transmitir os ensinamentos para milhares de rodoviários nas garagens.

*Dado da ONG Transporte Ativo

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Tarifa zero uma nova realidade

Há exatos sete anos, em setembro de 2015, o transporte público passou a integrar o Artigo 6º da Constituição como um direito social, assim como a educação, a saúde, o trabalho, o lazer, a segurança, entre outros itens. Apenas recentemente, no entanto, pôde-se verificar a adoção de medidas práticas, para assegurar esse direito constitucional. Uma

// LEIA MAIS

É preciso inovar para melhorar os transportes

Os sucessivos reajustes no preço dos combustíveis, particularmente do etanol, da gasolina e do óleo diesel, têm preocupado governantes, autoridades responsáveis pelos órgãos gestores da mobilidade urbana, operadores de transportes coletivos, proprietários de veículos de carga e de automóveis e, em especial, os usuários do transporte coletivo urbano de passageiros das principais cidades brasileiras. Nos

// LEIA MAIS

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS


powered by MailChimp!
Scroll to Top